quinta-feira, janeiro 10, 2008

Ainda não foi dessa vez...

Preciso ser muito rápida, não dá pra ficar muito tempo sentada.

O bebê se foi, estava na trompa. No dia da ultra, 8, ele já não tinha mais batimentos cardíacos e fui operada às pressas. Estava na internação até hoje cedo.

Segundo a médica ainda posso engravidar de novo e rápido, mas ainda tô com a alma machucada demais para pensar em qualquer hipotese de gravidez ou adoção...

Quando parece que a dor é maior do que posso suportar costumo só empurrar meus dias com a barriga... vou vivendo um dia de cada vez, só vivendo. Primeiro vou recuperar o corpo da cirurgua, depois tento recuperar o espírito... Por enquanto estou machucada demais para pensar em qualquer coisa que não "quero o meu bebê de volta dentro de mim".

A fé não vou perder nunca. Esperei 8 anos, espero mais 1. Aliás, nenhum médico que me atendeu explicou como não senti dor no momento que a trompa se rompeu (era pra eu ter perdido os sentidos de tanta dor), mas na carne nada senti. Quando fiz a ultra ela estava inteirinha, mas quando a médica abriu minha barriga estava banhada em sangue lá dentro... Em algum momento entre e ultra e a cirurgia a trompa se rompeu e eu NADA SENTI. NADA, nem uma mísera cólica. Acredito que a dor na minha alma era tão absurda que bloqueou a dor física; só pode.

Eu tô "bem" na medida do possível, só chorando demais... Amanhã a médica vai me passar um remedinho pra eu encarar melhor esses próximos dias...

PS.: Por favor, sem comentários do tipo "educativo" ou "pensamento positivo". Ok? Ninguém pode imaginar a dor que o outro tá passando, nem quem passou pelo que tô passando... Vale até comentar que o "post tá massa e espera visitinha no blog"...

Um comentário:

MegaTroom disse...

Oi Kicca,

tava navegando e passei por aki, legal seu blog.

Minha mãe chegou a perder um bebê, seria meu irmão mais velho, aí depois veiu eu e meu irmão. São coisas normais da vida que temos que passar até chegar a hora certa de acontecer as coisas.

Beijossss!